Dra. Bianca Magnelli CRN: 36937

Nutrição esportiva e o cálcio


nutricionista esportivo



Infelizmente andou se espalhando um mito de que o leite de vaca é um alimento que faz mal, sem base científica (confiável). Com excessão das pessoas que possuem intolerância a lactose ou tem alergia a proteína do leite, todas as pessoas podem e devem consumir o leite. A seguir uma breve explicação da importância do consumo do leite, principalmente para as pessoas que querem obter bons resultados no desempenho físico. Logo após o nascimento, iniciamos a ingestão do leite materno, popularmente chamado de “alimento completo”. Este alimento permanece em nossa alimentação na forma de leite de vaca durante toda nossa vida. Dentre os diversos nutrientes presentes no leite, o cálcio merece grande atenção por garantir boa qualidade de vida durante o processo de envelhecimento. Isso porque o cálcio é um dos fatores determinantes da densidade óssea, que está ligada à ocorrência de fraturas na velhice.Foi publicado no Jornal da Associação Médica Americana (Journal of the American Medical Association - JAMA) um estudo sobre a grande incidência de fratura em idosos que apresentavam baixa densidade mineral óssea.

Leite para sempre Muitas vezes ouvimos pessoas indagarem sobre a necessidade de consumo de leite e derivados na idade adulta. Muitos relatam que os animais, após o período de amamentação, deixam de consumir este alimento. Esta colo- cação não leva em consideração o fato desses animais possuírem um sistema digestivo diferenciado, que apresenta uma maior capacidade de absorver o cálcio dos ossos de suas presas. Nos humanos, essa capacidade é reduzida, e o leite e seus derivados tornam-se os maiores fornecedores de cálcio para nosso organismo.

Para manter uma densidade óssea saudável, além de consumir alimentos ricos em cálcio, é preciso dar o estímulo para a incorporação deste cálcio nos ossos. Isso é feito através a prática regular de atividade física e do fornecimento de vitamina D ao organismo. No Brasil, o clima favorece a exposição natural à irradiação solar (que deve ser feita de forma cuidadosa e em horário correto), o que estimula a síntese da vitamina D. Em países menos tropicais, o consumo de alimentos ricos em vitamina D, como peixes e cereais, é essencial.

:Quem poupa tem O cálcio que consumimos através do leite e derivados representa uma “caderneta de poupança” para toda a vida. Através desse consumo, da manutenção da atividade física e da exposição correta à irradiação solar, iremos aumentando nossa densidade mineral óssea até o processo de envelhecimento, protegendo-nos de transtornos como a osteoporose. Por isso devemos garantir o con- sumo de leite e seus derivados ao longo da vida mas não se esqueça: uma vida ativa é também fundamental.

:: Tolerância zero Algumas pessoas apresentam intolerância ao leite devido a uma deficiência digestiva. Essa intolerância pode ser contornada através da reposição da enzima deficiente. Cuidado que não conseguimos substituir o leite de vaca por leite a base de vegetais, (soja, arroz etc...).




Texto elaborado por: Bianca Magnelli Nutricionista Esportiva, graduada pela Faculdade de Saúde Pública da USP

visite o site http://www.nutricionistasp.com